Viajando para Floripa: 6 lugares imperdíveis e gratuitos para visitar em Floripa

(Foto: Divulgação)

Que Floripa tem diversas atrações, isso não é novidade pra ninguém né? E o melhor de tudo, é que grande parte dessas atrações unem a natureza, a história, a cultura e muita muita diversão. Separamos 6 lugares imperdíveis para visitar, e além disso tudo, são GRATUITOS!

  1. Forte de Sant’Anna e Museu de Armas

Esse lugar tem muito da história de Florianópolis nas suas paredes, e também é o melhor local para admirar a Ponte Hercílio Luz bem de pertinho.

O Forte de Sant’Anna foi construído a partir de 1761, segundo projeto do Engenheiro Militar José Custódio de Sá e Faria. Estando situado junto ao estreito de união das Baías Norte e Sul, sua função era proteger a Vila de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, das embarcações que adentrassem pela Baía Norte. Posteriormente, esta proteção foi reforçada com o cruzamento de fogos com o Forte de São João, localizado no continente fronteiro. Um episódio marcante de sua história ocorreu em 1893, por ocasião da Revolução Federalista, quando trocou tiros com a esquadra rebelde.

Ao longo do tempo, passou por vários usos e reformas, até sua restauração definitiva em 1969, que lhe devolveu as formas originais. Em 1938, foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, abrigando desde 1975 o Museu de Armas da Polícia Militar de Santa Catarina.

Visitação: Terça a Domingo das 9h as 17h

Localização: Avenida Beira Mar Norte – Centro – próximo a cabeceira insular da Ponte Hercílio Luz

Contato: (48) 3229-6263

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

2.  Parque Estadual do Rio Vermelho

Um lugar incrível em meio a natureza, perfeito para ir com crianças, no local tem uma trilha guiada para conhecer o parque.

Entre as diversas espécies de animais que habitam o parque há dois exemplares raros: o cachorro-do-mato ou graxaim, do qual só foram observadas as pegadas, e a lagartinha-da-praia, ameaçada de extinção e que só é encontrada nas dunas do litoral de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. O macaco-prego, também ameaçado, vive e dá nome ao Morro dos Macacos, situado dentro dos limites do parque.

O Parque Estadual Rio Vermelho está aberto à visitação pública de terça-feira a domingo, das 10h às 17h

Trilha Ecológica: (48) 9828.8952

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

3. Jardim Botânico de Florianópolis

Recentemente inaugurado, o Parque Jardim Botânico de Florianópolis é um ótimo lugar para descansar, ainda tem alguns pontos que não estão finalizados e estão tendo melhorias. O Parque conta com uma alameda imperial, painéis mobiliários de arte, espaços de exposições, pátio didático de reciclagem orgânica, horta modelo, canteiro de plantas medicinais, bicicletário, parque infantil, espaço para slackline, redário, bosque, galpão para cursos e oficinas e um lago.

Endereço: Rod. Admar Gonzaga, 890 – Itacorubi, Florianópolis – SC, 88034-000

Horário: De quinta-feira a domingo; das 7h30 às 18h00

(Foto:  Divulgação)
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

4. Palácio Cruz e Sousa – Museu Histórico de Santa Catarina

Outro passeio pela história do estado de Santa Catarina. Lembrando que este passeio é gratuito somente aos domingos, de terça a sábado o valor do ingresso custa R$5 reais a inteira e R$2 a meia-entrada.

Atual sede do Museu Histórico de Santa Catarina, o Palácio Rosado é exemplo da arquitetura eclética do final do século 19, uma mistura de estilos que vai do barroco ao neoclássico. Os traços atuais foram implantados depois de uma grande reforma realizada nos primeiros anos da República. É tombado pelo patrimônio histórico estadual.

Um mausoléu nos jardins do palácio guarda os restos mortais do grande poeta catarinense João da Cruz e Sousa, principal nome do Simbolismo brasileiro, que nasceu na antiga Desterro em 1861. João empresta seu nome ao prédio que abrigou a sede do governo do Estado desde os tempos coloniais até 1984.

O acervo do museu é composto por móveis e objetos de época. Os aposentos reproduzem a rotina de quem vivia ali, com sala de música, de jantar, quartos etc, que fizeram parte da agitada história política de Santa Catarina.Uma história repleta de conflitos, como a disputa a tiros pela posse do Palácio entre tropas federalistas e republicanas, em 1893. E, em 1979, durante uma visita do então presidente militar João Figueiredo, um protesto de estudantes em frente ao Palácio acabou se transformando num grande confronto, episódio conhecido como Novembrada, na primeira grande manifestação pública popular contra a ditadura no país.

Visitação: Terça à Sexta das 10h as 19h / Sábado e Domingo das 10h as 16h

Endereço: Praça XV de Novembro, 227 – Centro

Contato: (48) 3665-6363

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

5. Centro Integrado de Cultura

O Centro Integrado de Cultura (CIC) foi construído para abrigar, harmoniosamente, as diversas formas de manifestação da cultura artística de Santa Catarina. O CIC foi inaugurado em 1982 e tem o nome oficial homenageando o Professor Henrique da Silva Fontes (1885-1966), figura eminente, ligada à fundação da Universidade Federal de Santa Catarina, professor universitário, desembargador, pesquisador da história catarinense e membro da Academia Catarinense de letras.

É a casa das diversas formas de manifestação da cultura artística de Santa Catarina. Abriga grandes salões de exposição, bibliotecas setoriais, o cinema, o Teatro Ademir Rosa, o Museu de Arte de Santa Catarina, o Museu da Imagem e do Som, as Oficinas de Arte, a Escolinha de Arte, o Ateliê de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis e a administração da FCC.

O Centro Integrado de Cultura (CIC) é vinculado à Fundação Catarinense de Cultura.

Endereço: Avenida Gov. Irineu Bornhausen, nº 5600 – Agronômica – Florianópolis – SC
Telefone: (48) 3664-2555 | Horário: Diariamente das 10h00 às 22h00

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

6. Parque Ecológico do Córrego Grande

Fechando a nossa lista, com o parque ecológico localizado no Córrego Grande, é uma atração para toda a família.

Dentro do parque existem dois lagos, três trilhas (chamadas Palmiteiro, Pau-Jacaré e Garapuvu) e uma pista de caminhada de 1,1 km. Também há um parque infantil, uma academia de ginástica ao ar livre e duas quadras de vôlei de areia.

Além de uma grande variedade de plantas nativas, o parque apresenta fauna composta por animais domesticados (como patos, coelhos e galinha), um grande número de pássaros que ali encontram abrigo (biguás, garças, araquãs, papagaios, tucanos, gralhas), pequenos mamíferos como saguis e gambás, e répteis como jabuti, cágados e jacarés-do-papo-amarelo.

O parque é a sede do departamento de educação ambiental da Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente), que ministra cursos de conscientização ecológica nas escolas e oficinas de reciclagem de papel e óleo de cozinha no local.

Telefone: (48) 3234-3522, (48) 3338-0021, (48) 3234-6049

Período de visitação: Todos os dias, das 7h às 19h

Gostou da nossa lista? Esses são alguns dos lugares imperdíveis em Florianópolis e que merecem um cantinho no seu roteiro!